Para Contato: Clique na foto abaixo.

Dignidade

Dignidade

Uma grande parte das pessoas julgam que alguém só é digno ou só alcança a dignidade através do trabalhar. Compreendemos então, que o fato de alguém estar empregado ou de “se sustentar” com o um trabalho, levará a pessoa a ser digna. Sendo assim, o trabalho será um elemento na constituição da dignidade no ser humano.
Um elemento essencial na constituição da dignidade no ser humano é o seu caráter, é a maneira que gerencia seus pensamentos... É a sua ética. O caráter e a ética serão diferentes de acordo com cada cultura, povo e religião.
Voltaire dizia “Uma conduta irrepreensível consiste em manter cada um a sua dignidade, sem prejudicar a liberdade alheia.” Essa citação é coerente quando se fala a respeito de ética, de respeito. Pode se conceituar “ética,” como princípios de uma boa conduta do ser humano.
Ao compreender a citação e o conceito de ética, torna se bem claro o que se necessita para a constituição da dignidade nas pessoas. Uma pessoa se torna digna ou não, através dos seus atos... Do respeito que ela transmite as pessoas, da sua tolerância, da sua conduta com todos, ou seja, uma pessoa que inibi o preconceito e a discriminação, que não sobrepõe os seus direitos sobre o outro, que não viola a lei... a justiça, essa sim será uma pessoa digna.
Muitos julgam as pessoas em ser dignas ou não por seus bens matérias, por sua condição financeira, mas é incrível a capacidade dessas pessoas que julgam, afinal se um andarilho não tem o que comer e então se alimenta de lixo, ele será indigno por comer restos? Infelizmente não vivemos em uma sociedade em que as pessoas possuem os mesmos direitos, há muitos “miseráveis”, passando fome e então a sociedade julga, discrimina, afirmando que eles não possuem dignidade, mas como uma pessoa assim pode pensar em ética? Como podemos chegar à África ou em qualquer outro lugar que tenha um grande nível de pobreza e miséria, e dizer a eles que precisam ter mais ética... Não tem como, é incoerente.
A situação de cada tribo, povo, nação é diferente. Em cada lugar há os problemas agravantes, as carências e as necessidades, não podemos julgar num contexto geral e elaborar princípios e mais princípios do que é alguém digno. Por isso, primeiramente não podemos julgar as pessoas só por seus atos e sim pelo o que ela vive, pela sua situação, que falará mais alto no conceito de dignidade de cada um.
Jesus de Nazaré dizia “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” (Mateus 22.39 b). Compreende se dessa citação bíblica que devemos ter consideração ao próximo como contigo, respeitar e amar. Afinal não desejará mal a ti e então não se deve desejar aquilo que não é bom para si próprio.
Conclui se que, para alcançar a dignidade deve-se ser uma pessoa de respeito e ética, sendo assim, será uma pessoa de “caráter”... Uma pessoa DIGNA.

Emille F.Correia

http://recantodasletras.uol.com.br/redacoes/2624707


Publicado no Recanto das Letras em 19/11/2010
Código do texto: T2624707

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Emille Correia e o email milli_correia@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário